Albendazol Bula – Para Que Serve? Como Tomar? Efeitos Colaterais!


Apresentação

Albendazol é um medicamento indicado para infecções provocadas por vermes e parasitas.

O medicamento é de uso adulto e pediátrico acima de 2 anos, devendo ser administrado por via oral.

Albendazol é produzido pelo laboratório Medley, comercializado em embalagem com 1 comprimido de 400 mg.

Cada comprimido de Albendazol possui 400 mg de  albendazol. Excipientes: amidoglicolato de sódio, laurilsulfato de sódio, celulose microcristalina, sacarina sódica di-hidratada, aroma de laranja, estearato de magnésio, corante amarelo crepúsculo, hipromelose, amido, povidona, dióxido de silício e macrogol.

Aparência do Albendazol

A aparência do Albendazol é de um comprimido revestido oval, de cor laranja, odor de baunilha, sulcado em uma das faces e gravado Medley na outra.

Albendazol – Para que serve?

Esse medicamento é indicado no tratamento de diversas infecções como Ascaris lumbricoides (lombrigas); Enterobius vermicularis (verme); Necator americanos (parasita intestinal); Ancylostoma duodenale (verme); Trichuris trichiura (verme fusiforme) e Strongyloides stercoralis (infecção intestinal).


Albendazol também é eficaz no tratamento da Hymenolepis nana (parasita cosmopolita); opistorquíase (parasita); Larva migrans cutânea (larvas de parasitas) e giardíase (parasita) em crianças.

O medicamento pertence à classe de compostos a anti-helmínticos e antiparasitários benzimidazólicos, sendo capaz de eliminar os vermes e parasitas do corpo.

Existem algumas formas de prevenção contra qualquer tipo de verminose, que também auxilia no tratamento que é:

  • Manter em dia a higiene do banheiro, onde é maior o risco de vermes e parasitas;
  • Sempre lavar as mãos após ir ao banheiro;
  • Evitar andar descalço;
  • Manter as unhas sempre limpas e cortadas;
  • Beber água filtrada;
  • Cozinhar bem os alimentos;
  • Lavar bem os alimentos, principalmente as frutas;
  • Combater os insetos;
  • Lavar sempre as mãos antes de qualquer refeição;

Albendazol lombriga

Contraindicações

Albendazol é contraindicado em pacientes que tenham alergia aos componentes da fórmula do produto, assim como medicamentos similares que possuem o albendazol como principio ativo.

O medicamento é contraindicado em pacientes gestantes e que estejam amamentando.

Consulte o seu médico antes de iniciar o tratamento, não faça ingestão de medicamentos sem prescrição médica, pois pode ser prejudicial a sua saúde.

Interações do Albendazol com outros medicamentos

Albendazol deve ser administrado junto às refeições ou em jejum com o auxílio de liquido para ajudar a deglutir o comprimido.

Albendazol é bem tolerado com outros medicamentos, exceto se estiver em tratamento com o uso de cimetidina, praziquantel e dexametasona, pois estes remédios podem causar o aumento da concentração dos metabólitos de albendazol no sangue.

Medicamentos como ritonavir, fenitoína, carbamazepina e fenobarbital podem diminuir as concentrações do metabólito de albendazol no sangue, quando estes medicamentos forem usados em conjunto com o Albendazol.

Como usar Albendazol?

Os comprimidos de Albendazol podem ser mastigados junto às refeições ou engolidos com liquido, onde não há necessidade de procedimentos específicos, como dieta ou o uso de purgantes.

Para que sejam alcançados resultados satisfatórios, você deve seguir corretamente todas as orientações médicas, tomando as doses no horário indicado e respeitando o período de tratamento.

É importante ingerir o medicamento no mesmo horário todos os dias. Não tome mais do que a máxima permitida por dia.

Caso você não apresente sinais de melhora após três semanas de tratamento, informe ao seu médico.

Posologia

Para o tratamento de lombrigas, parasita intestinal e verme fusiforme, é indicado em adultos em crianças acima de 2 anos de idade, dose única de 400 mg.

Para o tratamento de vermes, é recomendado em adultos e crianças acima de 2 anos de idade, dose única de 400 mg.

Para o tratamento de infecção intestinal e parasita cosmopolita, é indicado em adultos e crianças acima de 2 anos de idade, 1 dose por dia durante 3 dias consecutivos de 400 mg do medicamento.

Para o tratamento de parasitas em crianças de 2 a 12 anos de idade. É recomendado 1 dose de 400 mg por 5 dias consecutivos.

No tratamento de larvas de parasitas, é indicado a administração de 1 dose de 400 mg por até 3 dias consecutivos, de acordo com a orientação médica.

No tratamento do parasita (opistorquíase), é indicado em adultos e crianças acima de 2 anos de idade 2 doses de 400 mg por 3 dias seguidos.

Em situações de infestação por Enterobius vermicularis, você deve falar com o seu médico que irá indicar medidas de higiene para você e para os moradores da sua residência.

Caso você esqueça a dose, tome-a assim que se lembrar. Não realize dose extra para compensar a dose esquecida, nos casos onde o tratamento não é indicado em dose única.

Reações adversas

Albendazol caixa

Albendazol pode provocar algumas reações adversas, nesses casos é importante avisar ao seu médico, que dependendo da gravidade da reação irá indicar outro medicamento para o tratamento da sua condição.

Os efeitos colaterais de Albendazol são raros, confira a seguir as principais reações adversas:

Reações incomuns, que ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam o medicamento: dor abdominal, dor de cabeça, vertigem, náuseas, vômito, diarreia, alergias e alterações nos níveis de algumas enzimas do fígado.

Reações muito raras, que ocorre com menos de 0,1% dos pacientes que utilizam o medicamento: Manchas vermelhas, síndrome de Stevens-Johnson, e descamação da pele.

Superdosagem

A dose extra de Albendazol não aumenta o efeito do medicamento. Caso ocorra a ingestão em excesso de forma acidental do Albendazol. Então informe o seu médico imediatamente para que sejam tomadas as providências adequadas.

Em alguns casos de superdosagem, poderá haver necessidade de lavagem gástrica para desintoxicação do medicamento, além de reações adversas como vômitos, dores de cabeça, dores abdominais e náuseas.

Armazenamento

Albendazol deve ser mantido em temperatura agradável, em média de 20 °C. Ficando armazenado em um local nem muito frio e nem muito quente, estando protegido da umidade.

Na embalagem externa do medicamento é possível consultar o número de lote. Além da data de fabricação e data de vencimento do produto.

É importante se atentar a essas informações para que você não realize a ingestão do medicamento fora do prazo de validade. Que além de não ter o mesmo efeito terapêutico, poderá ser prejudicial á sua saúde.

O medicamento deve ser armazenado em sua embalagem original, permanecendo fora do alcance de crianças.

Gostou do Artigo? Compartilhe:

Este artigo foi útil? Compartilhe nas redes sociais e comente abaixo:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *