Cefaliv – Contra dores de cabeça e enxaqueca


Apresentação

Cefaliv – Caixa com 12 comprimidos

Uso adulto
Uso oral

Cefaliv é composto por: Dipirona sódica 350 mg, Mesilato de di-hidroergotamina 1 mg, Cafeína 100 mg
Excipientes: Celulose microcristalina, Povidona, Amido, Estearato de magnésio, Manitol, Corante amarelo FDC n°6 laca de alumínio, Corante amarelo FDC n°5 laca de alumínio

Laboratório Aché

Aparênciaremedio cefaliv

Comprimido circular com cor alaranjada clara, um lado do comprimido gravado Cefaliv e o outro lado uma barra para dividir.

Cefaliv – Para que serve?

Cefaliv serve para auxiliar cefaleia (dor de cabeça) e enxaqueca. Na formulação de Cefaliv contém Di-hidroergotamina que tem ação no sistema nervoso central trazendo alívio para a enxaqueca ou dor de cabeça. A cafeína presente na formulação desse medicamento aumenta o resultado dos analgésicos.


Contraindicações

Pacientes com sensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula de Cefaliv não devem fazer uso desse medicamento.
Pacientes em período de gravidez não devem fazer uso desse medicamento.
Pacientes em período de amamentação não devem fazer uso de Cefaliv.
Pacientes com histórico de broncoespasmo e outros tipos de reações alérgicas como urticária e rinite que são resultados do uso de Paracetamol Ácido acetilsalicílico ou outras medicações anti-flamatórias não devem fazer uso de Cefaliv.

Cefaliv não é indicado para pacientes com reação alérgica a Fenazona, Propifenazona e Pirazolidinas.
Pacientes com histórico de problemas como:

  • Pressão descontrolada
  • Problemas no coração
  • Problemas no fígado
  • Problemas no rim
  • Problemas vasculares

Não devem fazer uso de Cefaliv.

Deve-se evitar operar máquina e dirigir veículos durante o tratamento com Cefaliv pois os reflexos podem estar alterados.

Interação de Cefaliv com outros medicamentos

É importante ter atenção ao administrar Cefaliv com outros medicamentos devido algumas reações e alterações dos medicamentos. Alguns exemplos são:

Sibutramina e Dexfenfluramina se usado juntamente com Cefaliv pode causar síndrome serotoninérgica que causam reações como tremor, suor em excesso e aumento da pressão arterial.

Nitroglicerina, Propranolol, Heparina, Tocilizumabe, Rilonacept, Dronedarona se usado juntamente com Cefaliv pode potencializar o efeito tóxico da Ergotamina.

Medicamentos vasoconstritores e Lidocaína se usado juntamente com Cefaliv pode aumentar grandemente a pressão arterial.

Medicamentos utilizados para o tratamento da infecção por HIV e certos tipos de antifúngicos, antibióticos (Metronidazol) e antidepressivos (Fluoxetina) pode causar enjoo, vômito, dor nos músculos e dormência e outros sintomas.

Cefaliv potencializa os efeitos de bebidas alcoólicas por isso durante o tratamento com esse medicamento não faça uso de bebidas com teor alcoólico.

Produtos a base de nicotina não devem ser usados durante o tratamento com esse medicamento.

Evite a ingestão de toranja (Grapefruit) durante o uso de Cefaliv.

Pacientes com doença Porfiria (causa sintomas na pele) não é recomendado fazer uso de Cefaliv. Podem aparecer sintomas como enjoo vômito, dor muscular, nesses casos interrompa o uso do medicamento e procure auxílio médico.

Sempre informe ao médico todos os medicamentos que já faz uso e problemas de saúde se por acaso tiver algum. Isso é importante para a avaliação segura que o médico fará com relação ao tratamento proposto com Cefaliv.

Cefaliv contém corante amarelo de Tartrazina essa substância pode causar reações alérgicas em especial as pessoas alérgicas ao Ácido acetilsalicílico. Informe ao médico os medicamentos que você é alérgico e medicamentos que já faz uso.

Cefaliv – Como tomar?

É recomendado tomar de 1 a 2 comprimidos assim que sentir sinal de enxaqueca, se não melhorar pode ser ingerido 1 comprimido a cada 30 minutos. Tomar 6 comprimidos no máximo por dia. Cefaliv não deve ser usado por amis de 10 dias consecutivos.

Em casos de esquecimento de alguma dose de Cefaliv, apenas siga com os próximos horários dos comprimidos.

Reações adversas

Foram observadas algumas reações desconfortáveis durante o tratamento com Cefaliv, alguns exemplos são:

  • Vertigem
  • Dor no estômago
  • Enjoo
  • Excesso de sono
  • Dor no corpo
  • Secura na boca
  • Suor em excesso
  • Batimento do coração acelerado
  • Mente confusa
  • Dor na região abdominal

Reações da Di-hidroergotamina

  • Pressão arterial alterada
  • Enjoo
  • Batimentos alterados do coração
  • Cefaleia (dor de cabeça)
  • Fraqueza
  • Mente confusa
  • Sono em excesso

Reações da Dipirona

  • Dificuldade para respirar
  • Coceira
  • Pele vermelha
  • Pressão baixa
  • Batimento do coração alterado

Reações da Cafeína

  • Batimento do coração acelerado
  • Pressão alta
  • Inquietação
  • Respiração descontrolada
  • Falta de sono

Se os sintomas citados acima ou qualquer outro tipo de sintoma aparecer procure auxílio de um médico ou farmacêutico

Superdosagem

Se houver casos de ingestão de uma grande quantidade de Cefaliv sintomas como: fraqueza nas pernas, vômito, dor na barriga, falta de sono, dor de cabeça, convulsão e outros sintomas vão aparecer. Procure ajuda médica imediatamente. Se possível leve o medicamento e a bula do mesmo para maiores esclarecimentos. Para mais informações poderá ligar para 0800 722 6001

Armazenamento

Cefaliv deve ser mantido em temperatura normal (ambiente) longe da umidade e da luz.
Data de fabricação e validade pode ser consultada na própria embalagem do medicamento.
Não use Cefaliv se estiver com data de validade vencida.
Antes de fazer uso de Cefaliv observe suas características como cor do comprimido e integridade da embalagem. Se esses estiverem estranhos não faça uso do medicamento. Procure ajuda de um farmacêutico.
Cefaliv como todo medicamento deve ser mantido longe do alcance das crianças.

Se persistirem os sintomas o médico deverá ser consultado. Cefaliv é um medicamento. Leia a bula. Seu uso pode trazer riscos. Procure o médico e o Farmacêutico.

Informações adicionais

Enxaqueca

Enxaqueca é uma dor de cabeça forte que além de doer causa sensações de uma dor que pulsa na cabeça e muitas vezes resultam em sensibilidade a luz e barulho, causando ainda enjoo e vômito.

Não se tem relato com exatidão da causa da enxaqueca, no entanto ela se caracteriza com os sintomas citados acima e ainda pode ser uma herança genética. As crises de enxaqueca variam de cada pessoa.
Às vezes a dor da enxaqueca acontece por:

  • Estresse
  • Esforço prolongado
  • Claridade intensa
  • Barulho intenso
  • Noite mal dormida
  • Preocupação
  • Ficar muito tempo sem comer
  • Odores fortes
  • Intolerância a alguns alimentos
  • Alimentos em geral
  • Problemas hormonais

Esses são alguns fatores que resultam na enxaqueca, mas podem variar e como depende do organismo de cada paciente pode haver outros sintomas.

Quando a dor de cabeça começa ela se prolonga por mais de 1 dia e se mesmo com o uso de medicamentos para dor de cabeça não passar, então pode ser caracterizado como Enxaqueca uma dor persistente por dias.

Para cuidar das crises de enxaqueca é necessária avaliação médica para uma serie de perguntas para poderá entender a origem da dor forte. Assim que avaliado o profissional da saúde consegue ajudar auxiliando algumas mudanças na rotina para evitar e dor e ainda prescrever um medicamento que pode ajudar a aliviar a dor.

Lembrando que é importante a visita ao médico, pois cada caso é um caso.

 

Gostou do Artigo? Compartilhe:

Este artigo foi útil? Compartilhe nas redes sociais e comente abaixo:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *