Sinutab Bula – Para Que Serve? Como Funciona? Como Tomar?


Apresentação

O Sinutab é um medicamento indicado para o tratamento da gripe e dos sintomas de sinusite como congestão nasal e dor de cabeça.

Produzido pelo laboratório Pfizer. O medicamento é comercializado em embalagem com 12 cápsulas.

Cada cápsula de Sinutab possui 2 mg de maleato de clorfenamina; 324 mg de ácido acetilsalicílico e 32,4 mg de cafeína. Excipientes: celulose microcristalina, benzoato de sódio, amido de milho, gelatina, sacarose, talco, povidona, lactose e estearato de magnésio.

 

Aparência

Sinutab se apresenta na forma de cápsula revestida, convexa, de cor amarela e vermelha.

Sinutab – Para que serve?

Esse medicamento é indicado no tratamento de sintomas da febre, causadas por gripes e resfriados, além de auxiliar no tratamento de alergias respiratórias.

Sinutab também atua com eficácia no combate a congestão nasal, corrimento nasal, coceira no nariz, espirros, lacrimejamento dos olhos e dor de cabeça.


Os princípios ativos do medicamento misturados provocam a redução dos sintomas da gripe e resfriados, tendo a mesma eficácia de anti-histamínicos, onde o efeito do medicamento é rápido, sendo de até 6 horas por via oral. Não provoca sedação e também conta com ações analgésicas (diminui a dor) e antitérmica (diminui a febre).

pessoa resfriada

Contraindicações

Sinutab é contraindicado em pacientes com hipersensibilidade ao ácido acetilsalicílico, maleato de clorfenamina, cafeína e aos demais componentes da fórmula.

Pacientes com úlcera, hemorragia, hemofilia, perturbações funcionais das plaquetas, inchaço na pele, insuficiência renal e hepática, trombocitopenia, pressão arterial alta, doença cardíaca, hipertrofia da próstata, deficiência genética de glicose 6-fosfato desidrogenase e glaucoma, também não devem utilizar o Sinutab.

Esse medicamento também é contraindicado no uso concomitante de fármacos depressores do sistema nervoso central, inibidores da monoaminoxidase (MAO) e com outros anti-inflamatórios.

Sinutab não deve ser usado durante a gestação e nem por mulheres que estejam amamentando, pois há risco do efeito anti-histamínico nas crianças, principalmente em prematuros, devido ao risco do efeito.

Interações do Sinutab com outros medicamentos

Pode reduzir os efeitos dos corticosteroides e anticoagulantes orais e pode aumentar os efeitos do álcool ou outros fármacos depressores do sistema nervoso central.

O uso em conjunto com inibidores da monoaminoxidase (MAO) não é recomendado, pois podem prolongar os efeitos anti-histamínicos.

Sinutab não deve ser administrado ao mesmo tempo com outros medicamentos anti-inflamatórios, pois pode elevar o risco de efeitos colaterais do gastrointestinal.

Caso o paciente esteja em tratamento com qualquer tipo de medicamento, deverá informar ao seu médico antes de iniciar o tratamento com Sinutab.

Como usar Sinutab?

O paciente deverá ingerir por via oral, 1 cápsula de Sinutab a cada 6 horas.

Em pacientes idosos também é indicado a mesma posologia para adultos.

É importante respeitar os horários e a quantidade de cada dose para que alcance resultados satisfatórios.

Reações adversas

Alguns pacientes podem sofrer reações adversas durante o tratamento, como:

  • Azia;
  • Dispepsia (sensação de desconforto digestivo);
  • Vômito;
  • Enjoo;
  • Diarreia;
  • Constipação (infecção viral comum no nariz e na garganta);
  • Ressecamento da boca;
  • Erosão gastrintestinal;
  • Irritação da mucosa gástrica;
  • Chances de úlcera péptica;
  • Hemorragia gastrintestinal maciça;
  • Anemia;
  • Alteração da função hepática;
  • Tontura;
  • Insônia;
  • Visão embaçada;
  • Prostração (fraqueza);
  • Falta de coordenação;
  • Fadiga;
  • Euforia;
  • Nervosismo;
  • Tremores;
  • Zumbido nos ouvidos;
  • Dor de cabeça;
  • Vertigem;
  • Prolongamento do tempo de sangramento;
  • Taquicardia;
  • Hipotensão;
  • Tosse seca;
  • Insuficiência renal;
  • Asma;
  • Lesões cutâneas;
  • Retenção urinária;

No surgimento de reações adversas, o paciente deve interromper o uso de Sinutab se os efeitos colaterais se intensificarem, além de procurar uma emergência médica levando a bula do medicamento.

Superdosagem

sinutab caixa

A superdosagem de Sinutab pode causar reações adversas como desidratação, distúrbios ácido-básicos com o desenvolvimento de acidose metabólica, hiperpnéia (intensificação dos movimentos respiratórios) e hipoprotrombinemia (diminuição da taxa de protrombina sanguínea, que pode ter como consequência o aparecimento de hemorragias).

Alguns pacientes também podem sofrer alterações no sistema nervoso central, como sedação, apneia (distúrbio do sono possivelmente grave em que a respiração para e volta diversas vezes), diminuição do estado de alerta mental, colapso cardiovascular, alucinações, insônia e convulsões.

Não é recomendado realizar dosagem extra de Sinutab, que além de ser prejudicial á saúde, acaba reduzindo o efeito terapêutico do medicamento. Em situações onde a superdose ocorre acidentalmente, o paciente deverá procurar uma emergência médica.

É indicado o esvaziamento do estômago (provocado por vômito ou lavagem gástrica) como desintoxicação do medicamento. A grande maioria dos casos de superdosagem ocorrem devido a dose extra para suprir a dose esquecida, portanto se você esquecer de tomar o medicamento na hora indicada, pule a dose esquecida, tomando apenas a próxima dosagem.

Armazenamento

Sinutab deve ser armazenado em sua embalagem original, mantido em temperatura ambiente, estando protegido da luminosidade e da umidade.

O prazo de validade pode ser encontrado na embalagem externa do medicamento. Não use remédio com o prazo de validade vencido, pois é prejudicial a sua saúde.

Assim como todos os medicamentos, Sinutab também deve ser mantido fora do alcance de crianças.

Gostou do Artigo? Compartilhe:

Este artigo foi útil? Compartilhe nas redes sociais e comente abaixo:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *